Institucional

A BAMIN atua no Brasil há mais de 15 anos e investe continuamente no desenvolvimento de seu projeto na Bahia, que inclui os projetos Mina Pedra de Ferro, na região de Caetité, e Porto Sul, em Ilhéus.

Na mina Pedra de Ferro, operamos com capacidade de produção de até dois milhões de toneladas por ano e temos como meta a produção total de 18 milhões de toneladas por ano, o que tornará a Bahia o terceiro maior estado produtor de minério de ferro do Brasil.

Grupo ERG

O Eurasian Resources Group (ERG) é um grupo líder de recursos naturais diversificados. Possui um portfólio de ativos de produção e projetos de desenvolvimento em 15 países e é representado por mais de 75.000 pessoas em todo o mundo, sendo um importante empregador no setor.

Com um histórico de sucesso de mais de 25 anos na indústria global de metais e mineração, nossas operações integradas abrangem toda a cadeia de valor, desde a extração e produção até o processamento, energia, logística e marketing.

Saiba mais sobre a ERG.

Funcionaris ERG

Nossos projetos

Nossas operações

A BAMIN é uma mineradora em atividade que se dedica à extração, beneficiamento e comercialização de minério de ferro por meio de processos integrados nos quais são utilizados métodos modernos e equipamentos de última geração.

O Projeto Pedra de Ferro consiste em dois grandes projetos: Mina Pedra de Ferro e Porto Sul.

Na Mina Pedra de Ferro, a BAMIN produzirá e processará de forma sustentável dois tipos de minérios: hematita (1/3) e itabirito (2/3). A hematita possui alto teor de ferro (cerca de 65%).

Por meio do Porto Sul, terminal portuário com capacidade de até 42 milhões de toneladas, a BAMIN exportará sua produção para o mercado internacional. O complexo portuário do Porto Sul está em implantação e será operado pela BAMIN, em parceria com o Governo da Bahia. O porto pode movimentar navios com capacidade de até 220 mil toneladas, 330 metros de comprimento e calado de 18,3 metros com carga completa.

Soluções logísticas

O escoamento da produção de minério extraído e processo na Mina Pedra de Ferro em Caetité tem como solução logística um sistema misto composto pelos modais rodoviário, ferroviário e hidroviário, projetado para atender cada etapa do projeto.

A Pedra de Ferro iniciou recentemente as operações, com a descarga da produção na ferrovia FCA através do terminal ferroviário de Licínio de Almeida.

Quando estiver produzindo com plena capacidade, o minério será escoado pela Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL), em processo de implantação, e pelo Porto Sul.

O Porto Sul, que já está em construção, é um complexo portuário que será operado pela BAMIN, em parceria com o Governo da Bahia.

Ferro

Produtos

O minério de ferro é a substância mineral da qual o ferro pode ser obtido. O ferro é insumo essencial para a produção de aço e por isso está tão presente na vida das pessoas.

Esta matéria prima imprescindível faz parte de nosso cotidiano e está tão ligado aos mais diversos produtos, quem nem nos damos conta de sua presença. Está na base da construção de nossas casas, nos encanamentos que trazem a água até as torneiras e chuveiros, que também tem o ferro em sua fabricação -, nos móveis e utensílios da cozinha. O ferro também está nos carros, ônibus, metrôs, trens, motos e bicicletas que nos transportam ou para o trabalho ou lazer. O aço também é essencial na área de saúde, pois está presente em equipamentos hospitalares como aparelhos de Raio X e instrumentos cirúrgicos e até em próteses. O minério de ferro está presente em brinquedos e equipamentos de lazer como patins e skates e nos ajuda a manter o corpo saudável nos aparelhos das academias. O ferro também está indústria da beleza. Sim, muitos itens para maquiagem usam minerais em suas composições e um deles é o óxido de ferro.

Extração e beneficiamento do minério na cidade de Caetité.

Transporte da carga através da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL).

Escoamento via terminal de uso privativo no Porto Sul, em Ilhéus.

Pedra de Ferro

O Pedra de Ferro é o mais importante projeto de mineração de ferro em desenvolvimento na Bahia. Implementado pela BAMIN, o projeto inclui extração e beneficiamento de minério da Mina Pedra de Ferro e soluções logísticas que compreendem transporte ferroviário e marítimo. O projeto da BAMIN se destaca pelo alto grau de inovação, um dos valores essenciais da companhia, que garante processos de máxima eficiência e resultados de excelência, além de sofisticados controles ambientais e de segurança operacionais.

A BAMIN produzirá de forma sustentável dois tipos de minerais – Hematita e Itabirito, ambos aceitos em testes no mercado internacional – que se estendem por uma área 8.243,25 hectares, mantendo uma área de Reserva Legal e Compensação Florestal de 4.047,0215 hectares.

A Hematita tem um alto teor de pureza (cerca de 65% de Fe), o que permite o beneficiamento a seco, reduzindo assim o consumo de água no processo. Com caraterísticas diferentes, o Itabirito é extraído em maior profundidade e vem separado por camadas de areia, o que exige o uso de água em seu beneficiamento.

Garantir a preservação dos recursos hídricos é uma das grandes preocupações da BAMIN, que fará captação de água no Rio São Francisco. Por isto todo o processo é novamente ancorado em inovação, com métodos modernos de tratamento para reuso de grande parte da água no beneficiamento do minério e que vai inclusive aumentar a oferta hídrica na região, por meio de devolução de outra parte da água, depois de tratada e limpa, em trechos do Córrego da Cachoeira e parte do Rio Grande. O mesmo rigor e cuidado, a empresa aplicará na barragem de rejeitos do processo de beneficiamento. Além da implantação dentro das mais modernas normas de construção deste tipo de equipamento, a barragem terá, entre outras tecnologias, mais de 150 Instrumentos de Monitoramento e Controle Manuais e Automáticos.

Disposição de rejeitos

O nosso projeto licenciado pelo INEMA prevê a construção de uma barragem de rejeitos a jusante com coeficiente de estabilidade e segurança de 2,24, bem acima da pontuação de 1,5 exigida pela legislação brasileira e pelas práticas internacionais. Buscando sempre garantir a máxima segurança, a BAMIN vem pesquisando a incorporação de instalações de filtragem de rejeitos nos últimos dois anos, aumentando significativamente a recuperação de água, convertendo a barragem de rejeitos em uma instalação de pilha seca e, portanto, implementando segurança operacional de rejeitos de última geração. Além dos aspectos de segurança das instalações de filtragem de rejeitos, a recuperação de água de mais de 90% está reduzindo significativamente o uso de água.

A conclusão da engenharia básica está prevista para julho de 2021 e será apresentada ao INEMA e à ANM, para início do projeto e atualização da licença de implantação.

Porto Sul

O complexo portuário Porto Sul será construído e operado pela BAMIN, em uma sociedade com o Governo da Bahia. Com investimento de R$ 4 bilhões, o empreendimento tem todas as licenças ambientais. A obra de implantação já foi iniciada e está sua fase inicial.

Através do Porto Sul, terminal portuário com capacidade de até 42 milhões de toneladas, a BAMIN exportará sua produção para o mercado internacional, disponibilizando 50% da capacidade total do porto também para outras cargas - tais como grãos, fertilizantes, combustíveis e outros bens minerais. Ele deve se tornar o primeiro porto do Nordeste a receber navios com capacidade de até 220 mil toneladas.

Ferrovia Oeste-Leste

A Ferrovia de Integração Oeste-Leste-FIOL terá 1.527 quilômetros de extensão e ligará o Porto Sul às cidades baianas de Caetité e Barreiras, e a Figueirópolis, no Tocantins. O trecho 1 da ferrovia, que vai de Caetité a Ilhéus, teve sua concessão adquirida em leilão pela BAMIN, que será responsável pela conclusão das obras e operação por 35 anos. A FIOL é um dos principais projetos de infraestrutura em construção na Bahia.

Mapa Potencialidade simplificado Prancheta

Onde estamos